Lesão Por Interesse Repetitivo: Sintomas, Tratamentos E Causas

Tosse: Questões Sobre o assunto O modo certo De Utilizar Os Xaropes E Medicamentos Caseiros Para Tosse

O cão pode até ser o melhor conhecido do homem, no entanto isto não evita que milhões de pessoas sejam mordidas por estes animais todos os anos. Não existem fatos confiáveis no Brasil, contudo nos EUA a estimativa é de por volta de 4.Cinco milhões de pessoas mordidas por cachorros, com variados graus de gravidade, todos os anos. As meninas, principalmente aquelas entre cinco e 9 anos, são as mais afetadas. Dessas 4.5 milhões de mordidas, por volta de 900 1000 (20%) evoluem com infecção da ferida. Quando uma pessoa é mordida por um cachorro, a primeira coisa que vem a cabeça é o risco de contaminação pelo vírus da raiva.

Advertisement

Na atualidade, entretanto, a raiva não é a principal complicação das mordias caninas, porque esta é uma doença relativamente rara atualmente. Por este post vamos esclarecer quais são as dificuldades mais comuns que são capazes de aparecer em decorrência de uma mordida de cachorro e quais são os tratamentos e cuidados necessários para minimizar os riscos de complicações.

Dependendo da raça do cão, as mordidas podem causar essencialmente 3 tipos de lesão: perfuração, dilaceração ou esmagamento. Os 2 últimos tipos de mordida são aqueles que possuem o maior traço de causar lesões graves em estruturas internas, inclusive fratura óssea, ou deixar cicatrizes permanentes pela pele. Imediatamente as mordidas penetrantes têm como superior risco de complicação a contaminação da ferida e o desenvolvimento de infecções bacterianas pela pele. Qualquer mordida de cachorro podes motivar uma infecção, todavia as feridas penetrantes são as mais perigosas em razão de elas inoculam bactérias naturais da boca do cão profundamente na pele, o que é mais complicado de limpar.

Advertisement
  • 4/13 ( Tratamentos Caseiros Para Acabar Com A Pele Oleosa / Gloss)
  • Fatores relacionados ao trabalho
  • Quais são as opções de tratamento
  • três Sífilis latente
  • O quão graves são seus sintomas
  • O ozônio mata protozoários
  • Coe e depois adoce o suco com mel - a quantidade que você preferir
  • DOS DIREITOS E GARANTIAS

As mordidas caninas leves, que provocam apenas arranhões fracos, sem causar sangramento ou exposição das camadas inferiores da pele, são menos preocupantes, uma vez que o traço de infecção é baixo. ] No Instante Da Infeção Inicial infecção, as bactérias devem atravessar na barreira protetora da pele. Nos adultos, os locais mais habitualmente atacados por cães são as mãos, braços e pernas. Já nas crianças, braços, cabeça e pescoço são os locais mais acometidos. Pela maioria dos casos, a mordida é provocada por um cão conhecido, algumas vezes da própria família. Criancinhas são as vítimas mais comuns, porque elas são mais estabanadas, têm menos noção do perigo e pequeno prática de reconhecer quando um cachorro está prestes a atacar.

Advertisement

A flora bacteriana natural da boca dos cães possuem mais de 60 gêneros de bactérias diferentes, muitas delas capazes de gerar infecções no homem. Normalmente, uma mordida infectada de cachorro é provocada por mais de um tipo de bactéria. às vezes, por até cinco tipos de bactérias ao mesmo tempo.

As bactérias do gênero Pasteurella são as que mais frequentemente provocam infecção da ferida, sendo responsáveis ou corresponsáveis por mais de 50% das infecções. Os sinais e sintomas de infecção da ferida costumam mostrar-se dentro das primeiras 24 horas, contudo, às vezes, conseguem surgir de imediato nas primeiras 8 horas após a mordida.

Advertisement

Febre, inchaço, intensa vermelhidão, agonia, drenagem de pus, geração de abcesso ou necrose da pele são os achados clínicos mais comuns. Se não tratada adequadamente, a infecção da mordida poderá causar complicações, por exemplo osteomielite (infeção do osso), artrite séptica (infecção da articulação) ou tenossinovite (infecção dos tendões). Nos casos mais graves, as bactérias conseguem se derramar na corrente sanguínea, provocando infecção generalizada e choque séptico (leia: O QUE É CHOQUE SÉPTICO?). A raiva é uma doença de origem viral que tem uma taxa de mortalidade de praticamente 100%. Não há tratamento eficaz, mas a profilaxia (precaução) é possível a começar por vacina ou imunoglobulina.

A raiva é transmitida pela saliva do cão. A mordida é o principal meio de inoculação da saliva infectada no corpo humano. Estafa: Empreenda Seus Sintomas E Olhe Como Tratar Este Dificuldade mordido por um cão necessita primeiramente tentar adquirir sua carteira de vacinação para saber se o animal está devidamente vacinado, uma vez que cães vacinados não são referências de transmissão da raiva. Se o cachorro estiver com a vacina em dia, não há indispensabilidade de começar qualquer tratamento, Miocardite é Uma Inflamação Do Miocárdio o animal passe a exibir sintomas da raiva poucos dias após a mordida.

Advertisement

Nos cães, o tempo máximo de evolução da doença, desde o aparecimento do vírus na saliva até a tua morte, é de somente 10 dias. Desta maneira, no momento em que alguém é mordido por um cachorro, sinaliza-se a análise do animal por até 10 dias. Se o cão não ficar doente nesse intervalo é pelo motivo de ele não estava contaminante no dia da mordida, não havendo, sendo assim, traço qualquer de raiva pro paciente, mesmo que o cão não esteja com a vacina em dia.

Share This Story

Get our newsletter